É assim na vida, na montanha e no mundo corporativo. O grande diferencial para os novos tempos serão o seu propósito, o seu autoconhecimento e a sua autogestão emocional e interpessoal, capacidades que te propiciarão uma comunicação assertiva e de valor.

A Aventura de Viver

Desenvolvendo habilidades através da natureza
por
Rapha Raine
1/5/2020

Na vida as vezes somos chamados ou pegos de surpresa para nos aventurar por locais incertos: novos empregos, novos relacionamentos, novas montanhas, novos mares e por aí seguimos.

O conhecimento nos traz um pouco de conforto e segurança para seguirmos por caminhos nunca antes navegados por nossos corpos e mentes, assim acabamos por rumar rotas desafiadoras onde procuramos controlar nossas emoções de maneira racional.

Porém, nossas crenças e culturas por vezes ganham novos sentidos e nos agregam novos valores, ampliando assim nosso foco para novos mundos.

A inteligência emocional e seus métodos de treinamento podem nos tornar mais fortes para encarar novas verdades em um mundo cada vez mais volátil, incerto, complexo e ambíguo.

Foto: Arthur Zannatto

Novas habilidades comportamentais são desenvolvidas quando estamos em contato com a natureza, este elemento mutante que sempre desperta em nosso interior heróis e heroínas que até pouco tempo desconhecíamos.

A empatia, o trabalho em equipe, a liderança, o foco, a adaptabilidade, a resiliência e outras competências se fazem presentes em nossas atividades e serão ferramentas essenciais para nossas novas aventuras, tanto na vida profissional quanto na vida pessoal.

No mundo corporativo a maioria das demissões são geradas justamente pela falta das habilidades citadas no parágrafo anterior e não me espanta também serem a grande parcela dos insucessos no mundo da aventura.

Foto: arquivo pessoal

As habilidades comportamentais conhecidas como Soft Skills são tão importantes e essenciais quanto as nossas habilidades técnicas, as Hard Skills.

Um líder de montanha extremamente técnico e um CEO altamente qualificado podem pôr tudo a perder se não possuírem um bom coeficiente emocional.

Foto: Arthur Zannatto

Hoje em dia as empresas procuram bastante qualificar seus líderes em habilidades comportamentais para evitar o grande índice de evasão, visando que os seus times de trabalho possam ter uma melhor performance.

É assim na vida, na montanha e no mundo corporativo. O grande diferencial para os novos tempos serão o seu propósito, o seu autoconhecimento e a sua autogestão emocional e interpessoal, capacidades que te propiciarão uma comunicação assertiva e de valor.

Em pouco tempo, as habilidades comportamentais poderão fazer parte da formação de guias e instrutores de esportes outdoor, passando a ser um diferencial na qualificação destes profissionais. •

Links que complementam este conteúdo:
Rapha Raine é montanhista, escalador e instrutor de escalada em rocha certificado pela AGUIPERJ desde 2009. Mestre em Ciências Ambientais e turismólogo especialista em turismo de aventura também é palestrante, treinador corporativo em habilidades comportamentais (soft skills), docente de cursos de turismo por 12 anos e conta com apoio da Deuter, Innova Safety e SubSub Equipamentos de Aventura.
TAGS
soft skills, habilidades comportamentais, mindset, habilidade, comportamento
relatos de aventuras
>
Artigos interessantes para você ler
>
colunas que podem lhe interessar
>
leia conteúdos destes autores
>
UMA FOTO, UMA HISTÓRIA...
>
GALERIAS – viaje através das fotos...
>
saia, explore, aventure-se