Mergulho em Cavernas

Cenote dos Pisos: um dos mais bonitos da Península de Yucatan, no México
por
Alvanir "Jornada" Oliveira
8/7/2018

Depois de uma semana finalizando o curso de mergulho em cavernas em diferentes Cenotes, para um grupo de 5 mergulhadores brasileiros, cujo treinamento começamos em Jundiaí com as aulas teóricas, águas confinadas, e alguns mergulhos na Pedreira do Biguá, finalmente foi possível de fazer uma imersão sensacional em um cenote que é considerado um dos mais bonitos de toda a Riviera Maya: o Cenote Dos Pisos.

Aceitei o convite de meu amigo e também instrutor NAUITEC, Reinaldo Alberti de Curitiba para acompanhar um grupo de alunos dele, que estava finalizando o curso de SIDE MOUNT em cavernas. Reinaldo já havia mergulhado por ali anteriormente, e isso facilitou muito a nossa orientação dentro da caverna, apesar da sinalização pelos cabos permanentes ser bastante boa. É uma caverna típica para “Side Mount”, desde a primeira passagem logo no início do mergulho e também por outras encontradas durante o mergulho.  

A exemplo da grande maioria dos Cenotes, o “Dos Pisos” está localizado em uma área particular onde há a cobrança de taxas de entradas, apesar de não haver quase nenhuma infra estrutura. Fica ao Sul de Tulum em uma área conhecida como Rancho Campesino, distante cerca de 5 kilometros. Saindo da Rodovia, entramos em uma estrada de chão e logo encontramos uma pequena estrutura para a preparação do mergulho, com duas mesas de madeira com  dimensão suficiente para a montagem e configuração dos equipamentos de até 4 mergulhadores.

Depois de montar os equipamentos, é necessário percorrer uma pequena trilha de pouca inclinação até chegar a entrada do Cenote, e não é preciso a contratação de “sherpas” para ajudar no transporte.

Uma pequena e rasa lâmina de água corrente, de fluxo muito fraco, vem de dentro da caverna. O cabo guia permanente começa fora da água, de tão raso que é a entrada. Depois de se arrastar por quase 60 metros, já encontramos a primeira passagem, onde foi necessário “negociar” por uns 10 metros por uma restrição, já que que eu usava a configuração “Back Mount”, diferentemente do pessoal de “Side Mount” que passou bem mais fácil. O Cenote Dos Pisos, é uma caverna muito rasa e com teto bem baixo, e a profundidade média em torno dos 7 metros, ou seja, chances com problemas de descompressão quase zero. Já os espeleotemas encontrados são maravilhosos e dos mais variados e de cor clara, devido à presença da água salobra. Geralmente, quanto mais próxima do Oceano for a caverna, mais clara são suas paredes e decorações.  Um “silt” bem fino, também é encontrado em muito trechos da cavernas, o que exige um bom controle de flutuabilidade (como em todos os mergulhos em caverna).

De uma maneira geral, os mergulhos no Cenotes da Península de Yucatan são rasos, com águas de boa visibilidade e temperatura agradável, mas nem por isso deixam de ser extremamente perigosos, não apenas pelo ambiente de teto físico, como também pela facilidade em desorientação, e consequentemente não localização do ponto de saída.

Mergulho em cavernas exige experiência, equipamentos adequados, e, principalmente, treinamento condizente e de qualidade, portanto, antes de se aventurar, tenha certeza de que esta preparado. Um guia local também é indispensável.

LINKS que complementam este conteúdo:
Alvanir Silveira de Oliveira, o “Jornada”, é profissional de mergulho desde 1997, instrutor e proprietário da Escola de Mergulho Jornada Submarina tendo, formado mais de 3500 novos mergulhadores.
TAGS
relatos de aventuras
ler relatos
Artigos interessantes para você ler
LER ARTIGOS
colunas que podem lhe interessar
LER colunas
leia mais conteúdos destes autores
ver autores
UMA FOTO, UMA HISTÓRIA...
LER HISTÓRIAS
viaje através das fotos...
ver GALERIAS
one world, one life, one great adventure